Sobre gente que dá preguiça e não vale tanto a pena assim…

Eu sou um contra-senso e sei disso. Pois enquanto o meu hall de ídolos da musica, cinema e arte foi e continua sendo freqüentado por pessoas de personalidade autodestrutiva, sabotadora e do tipo “rock’n roll quebra tudo”, que vive como se não houvesse amanhã, no pior dos sentidos. Eu sempre tive meio que uma preguicinha de gente desse tipo pra poder conviver na vida real, sabe…

Na verdade, desde a adolescência – talvez a épocazinha mais mequetrefe e quando estamos propensos a este tipo se atitude – eu desentendo esse tipo de gente que se auto-sacaneia. Sempre achei uma atitude imbecil essa que algumas  pessoas tem de encarar os momentos onde tudo contra ela, piorando ainda mais o seus lados, apertando um foda-se mode, dando um jeito de dar razão e até confirmar as piores impressões e previsões sobre elas. Gente que vê na confirmação da derrota, na antipatia e na decepção dos outros, a melhor forma  de se auto- afirmar.

kurt amy

Bem. Eu acredito que o bem que fazemos para os outros, começa no bem que fazemos pra nos mesmos. Por isso, me impressiono com esse tipo de gente pra baixo, que se leva ao limite da destruição , que se blinda com a capa do mal compreendido , mal amado, poucos amigos e barraqueiro(a). Preguiça de gente que, em bom português das ruas , adora “se fudê”.

Preguiça dos eternos adolescentes , dos ‘‘para sempre revoltados  e incompreendidos”, dos pobrezinhos e coitados, dos “não vou me adaptar”, dos “não me importo com você”, dos filhos mimados, das patricinhas vida lôka, dos mano de carpete, de gente que vive ameaçando sair de casa…mas que mal sabe fazer um miojo sozinho, e de toda e qualquer forma de vida que se acha maior do que o outro e o mundo que o envolve. Enfim, gente chata, mal resolvida e auto-sabotadora… Saravá!

Sobre Delan Salazar

Nenhuma vida é tão insignificante a ponto de não merecer o mínimo de atenção e um espaço no interesse de outros. Portanto, escrevo para falar da minha vida, da vida dos outros e das coisas que eu gosto, acredito e...detesto também.
Esta entrada foi publicada em Pensamentos e Crônicas, Portifólio com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s