Entre rabiscos e significados

Além de bem feita e bonita – que é muito relativo, porque a forma de ver a beleza tem muito de gosto pessoal –, para mim tatuagem tem que ter significado. Por isso, desde dos 18 anos, quando comecei a me ”rabiscar”, sempre procuro marcar minha pele com desenhos, palavras e textos que sirvam como ”condecorações” e memórias da minha história pessoal.

Nada contra ”modinhas”. Até mesmo porquê tenho um kanji na panturrilha que, mesmo tendo uma motivo e um significado para ter sido feita, foi um estilo (oriental) de tattoo beeem pop há uns sete anos atrás. Mas percebo que o quanto mais o cara ou a garota é influenciado por alguma ”tendência” de desenhos na hora de se tatuar, maior é o índice de arrependimento depois de ter feito a tatuagem.  #ficaadica

Anyways… Hoje, aos 25 anos de idade, somo – até o momento! hohohoho – oito tattoos carregadas de significados. Sendo que cinco delas fiz com o Dan Demetrius da HAUS TATTOO, studio super bacana aqui em Goiânia que, além de ser um lugar excelente para se estar e apreciar as inúmeras obras de cool art – feitas por eles mesmos – que estão espalhadas por todas as paredes, reúne uma equipe de excelentes tatuadores. Uma crew de gente boníssima da melhor qualidade, talentosa e zero ”mimimi”.

Bem… Depois de voltar de Milão – minha primeiríssima viagem internacional –, fiquei tomado pelo espírito e pela certeza do imenso valor da liberdade e da busca por descobertas na minha vida, que, é lógico, pensei imediatamente em gravar em mim. E foi por confiar no trabalho dos caras , que eu voltei ao studio para fazer as tatuagens que vocês poderão ver apertando o play do video – de edição bem tosca, diga-se de passagem! hehehhe – que eu fiz com a reunião de alguns momentos que eu registrei dos momentos em que o Dan e o El Mendez faziam o meu aviãozinho de papel e a minha ‘‘Liberté”, respectivamente e nessa ordem. Olha só:

Sobre Delan Salazar

Nenhuma vida é tão insignificante a ponto de não merecer o mínimo de atenção e um espaço no interesse de outros. Portanto, escrevo para falar da minha vida, da vida dos outros e das coisas que eu gosto, acredito e...detesto também.
Esta entrada foi publicada em ARTE, COOL HUNTING, Pensamentos e Crônicas com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s